O Certificado de Operações Estruturadas (COE) é um tipo de pacote, ou seja, um investimento que combina elementos de Renda Fixa e Renda Variável. Com retornos atrelados a ativos e índices como câmbio, inflação, ações, ativos internacionais, entre outros.

O COE é um instrumento inovador e flexível que pode ser atrelados a qualquer outro ativo subjacente. Em um único investimento, proporciona ao investidor diversificação e acesso a novos mercados, como commodities, índices, ações e câmbio.

Traz ainda o diferencial de ser estruturado com base em cenários de ganhos e perdas selecionados de acordo com o perfil de cada investidor.

COEs são constituídos de forma a ajudar o investidor a intensificar seus ganhos ou reduzir os riscos

Benefícios de investir em COEs

A enorme flexibilidade que ele proporciona já é uma enorme vantagens para os investidores. O COE permite ao pequeno investidor lucrar em cenários em que ele dificilmente obteria ganhos sem correr grandes riscos.

O objetivo do investidor também pode ser moldado pelos COEs: capital protegido, maximização de ganho, diversificação, acesso a outros mercados ou hedge.

Seja qual for a visão de mercado do investidor, ele pode compor COEs para persegui-la.

O emissor garante ao investidor pelo menos o valor principal investido, mesmo que o pior cenário possível ocorra.

Há possibilidade de perda para o investidor até o limite do capital investido.

A tributação é um bom atrativo do COE. A incidência de IR é única e ocorre no momento do resgate. Ela segue a tabela regressiva aplicada para investimentos em renda fixa.

Portanto, o COE é bem mais vantajoso do que investir nos vários ativos separadamente, sobre cada qual incidiriam os respectivos impostos.