pfinvest dezembro 1, 2015 Nenhum Comentário

(Artigo escrito por Daniel Guedine)

Em alguma fase da sua vida,você já se fez alguma das perguntas abaixo?

  • Toda vez que vou ao meu banco tenho a sensação de que poderia estar fazendo investimentos melhores, mas não sei por onde começar. Será que estou correto? A quem eu poderia recorrer?
  • Mantenho os investimentos no meu banco, afinal é o que todos fazem e tenho uma gerente que cuida da minha conta. Logo, me bem atendido. Mas, será que estou sendo bem assessorado? Quais os riscos que estou correndo?
  • Assim como a maioria dos poupadores brasileiros, tenho uma poupança e um plano de previdência no meu banco. Me sinto seguro e tenho a impressão que terei uma aposentadoria próspera. Será que estou no caminho certo?
  • Que tipo de investimento existe fora do meu banco? Quais os riscos possuem e como posso acessá-los?

Desbancarização: um movimento em benefício do investidor

Neste artigo eu pretendo responder a essas questões e te apresentar um movimento que está em plena expansão no Brasil: a desbancarização. Isso mesmo, desbancarização.

Quero orientá-lo para que você alcance a prosperidade financeira e a primeira dica que eu deixo é: desbancarize seus investimentos e faça com que eles rendam mais.

A grande maioria dos investidores brasileiros, principalmente o pequeno e médio investidor, deixa seus recursos sob administração do gerente do seu banco.

Por falta de conhecimento sobre o mercado financeiro, na maioria das vezes, o cliente (investidor) simplesmente acata a primeira sugestão que seu gerente mostra. No máximo ele pergunta ao gerente se é o melhor para ele. Se a resposta for sim, ele simplesmente manda fazer.

Para o investidor, existe basicamente três problemas que podem acontecer nesse cenário:

  • O gerente do banco não oferecer o melhor produto para ele, mas sim para o banco. Acredite, isso acontece muito.
    .
  • O banco não possui o produto financeiro mais adequado para o cliente.
    .
  • Falta de acompanhamento ou pós-venda. O gerente, provavelmente, estará sobrecarregado cuidando da conta de centenas ou até milhares de clientes. Com isso, ele não consegue acompanhar de perto e diariamente a sua carteira de investimentos e te oferecer as oportunidades que você poderia ter.

Resumindo, na grande maioria das vezes, o investidor está muito mal assessorado, investindo seu dinheiro em produtos financeiros fora do seu perfil.

Em geral, esses produtos financeiros possuem baixa rentabilidade e o investidor sequer fica sabendo das boas oportunidades para alocar o seu dinheiro. Acrescente ainda as altas taxas e tarifas cobradas pelos bancos. Essa é a realidade hoje em dia.

Desbancarização: o primeiro passo

Agora, se meu banco não é o melhor meio para eu fazer meus investimentos, qual é esse caminho? Como você sugere que eu faça esta tal desbancarização?

O movimento de desbancarização está introduzindo aos brasileiros o conceito mais moderno e mais apropriado aos investidores no que tange veículos de investimentos. Podemos apelidar esse conceito de “shopping financeiro”.

Desbancarização: o Shopping Financeiro

O shopping financeiro nada mais é do que uma plataforma aberta de investimentos, onde o investidor não só encontra diversos produtos financeiros:

  1. Títulos de renda fixa;
  2. Fundos de investimento;
  3. Títulos de crédito privado;
  4. Tesouro direto;
  5. e outros.

Desta forma, assim como você encontra na plataforma de seu banco, como também encontra diversos bancos, cooperativas de crédito, assets, financeiras entre outras instituições do mercado financeiro.

Então, no mesmo ambiente ou plataforma, o investidor pode comparar os diversos produtos das diversas instituições e escolher aquele que for mais apropriado para ele. Muito mais interessante, não é mesmo?

Para ter acesso a este referido “shopping financeiro”, basta abrir uma conta em uma corretora de valores independente (que não seja a corretora do seu banco) e que possua uma plataforma aberta de investimentos.

Agora que você está mais por dentro do fenômeno da desbancarização e de como acessar um shopping financeiro, você deve estar se perguntado: “com tantas opções de investimento, como vou saber escolher o melhor produto para mim? Preciso de ajuda. A quem posso recorrer? ”

Desbancarização: o agente autônomo de investimento (AAI)

De olho no movimento de desbancarização e afim de ajudar o poupador brasileiro a otimizar seus investimentos, em 2011 a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) regulamentou a profissão de agentes autônomos de investimentos.

Esses profissionais são responsáveis pela distribuição e prestação de serviços e informações financeiras aos investidores.

O agente autônomo de investimento (AAI), tem justamente o papel de avaliar o seu perfil de investidor e te orientar para que você faça os melhores investimentos de acordo com seus objetivos.

Gosto de comparar o trabalho do AAI com o trabalho de um médico. O AAI é o profissional que vai examinar seu perfil de risco de investidor e seus objetivos e dar o melhor diagnóstico para seus investimentos.

Quero te fazer uma pergunta. Depois de ler este artigo você se sente preparado se desbancarizar? Quer entrar nessa jornada da desbancarização e antecipar a conquista de sua prosperidade financeira?

Fique a vontade para entrar em contato conosco por telefone, email (Contato) para dúvidas ou menos tornar-se nosso cliente. Saiba que aqui mesmo pelo site você pode abrir sua conta de investimento e preencher seu Perfil de Investidor. Com o Perfil do Investidor preenchido entregaremos para você uma carteira de investimentos incrível, (enviada para seu email) como você nunca viu antes.

Desbancarização: Saiba Mais

Eu gravei um vídeo para o canal no Youtube do blog Caminho para Riqueza, chamado “Desbancarize Seus Investimentos”, assista-o aqui.

Você também pode ler o artigo “Desbancarização e o Cafezinho Mais Caro do Mundo: Personnalite, Prime, Select e Estilo”, no blog Caminho para Riqueza.