Ações Ordinárias

Ações ordinárias representam a propriedade de uma empresa e uma reivindicação (dividendos) sobre uma parte dos lucros. Os investidores obtêm um voto por ação, na eleição dos membros do conselho, que supervisionam as decisões mais importantes.

Normalmente, a longo prazo, as ações, através da valorização do capital, geram retornos mais elevados do que quase todos os outros investimentos. Porém, se uma empresa vai à falência e liquida, os detentores de ações ordinárias não receberão o dinheiro até que os credores, debenturistas e acionistas preferenciais sejam pagos.

Ações normalmente trazem retornos maiores do que quase qualquer outro investimento

Fale agora com um assessor!

Escolha um horário de sua preferência e solicite uma consulta. É gratuito!

Ações Preferenciais

Estas ações representam algum grau de propriedade de uma empresa, mas geralmente não vem com os mesmos direitos de voto. (Isso pode variar, dependendo da empresa). Com ações preferenciais, os investidores são geralmente garantidos com dividendo fixo. Isso é diferente das ações ordinárias, que tem dividendos variáveis que nunca são garantidos.

Outra vantagem é que em caso de liquidação da empresa, os acionistas preferenciais são pagos antes do acionista ordinário (mas, ainda depois dos detentores de títulos de dívida). As ações preferenciais também podem ser requeridas, o que significa que a empresa tem a opção de comprar as ações dos acionistas a qualquer momento, por qualquer razão (normalmente por um prêmio).

Algumas pessoas consideram as ações preferenciais mais como dívida do que equidade. Uma boa maneira de pensar sobre esse tipo de ações é vê-las como sendo entre títulos de dívida e ações ordinárias.

  • Invista em aproximadamente 10 a 15 ações e em pelo menos 5 a 8 setores com diferentes características de investimento.
  • Não mais do que 20% do valor total de sua carteira de ações deve ser em um único setor.
  • Não mais do que 10% do valor total de sua carteira de ações deverá estar em uma única ação.
  • Você deve investir um mínimo de cerca de 5% a 8% do valor total de sua carteira de ações em cada ação.

Decidir em quais ações investir pode ser difícil, especialmente se você tem uma baixa tolerância ao risco. É por isso que é importante definir seus objetivos financeiros e quanto risco está disposto a tolerar. Investigue ações que se encaixam dentro de sua estratégia de investimentos e que têm potencial para ajudar a cumprir seus objetivos específicos: se você deseja a valorização do investimento, renda com dividendos, ou uma combinação dos dois.

Seu Assessor de Investimentos pode fornecer-lhe uma ampla gama de serviços de investimento em ações, incluindo:

  • Desenvolvimento de estratégias de alocação de ativos
  • Seleção de ações individuais
  • Ajudar na decisão de quando comprar e vender suas ações
  • Desenvolvimento de estratégias de hedge ou diminuição da volatilidade
  • Informações sobre setores, empresas e mercado de ações

Fale agora com um assessor de investimentos!

Deixe seus contatos para que um especialista em ações ligue para você.